Secretaria de Cultura do Estado do Amapá
Museu Joaquim Caetano da Silva

 

O Museu Histórico do Amapá “Joaquim Caetano da Silva” tem sua origem ligada ao Museu Territorial, criado pelo governador Janary Gentil Nunes a 25 de janeiro de 1948 que, segundo o seu decreto de criação, tinha o objetivo de “colecionar, estudar e divulgar tudo o que interessa ao conhecimento do homem e da terra amapaense”. Subordinado à Divisão de Educação, teve como primeiro responsável Newton Cardoso.

A 1º de junho de 1967, o governador Ivanhoé Gonçalves Martins reestruturou o Museu Territorial dando-lhe o nome de Joaquim Caetano da Silva, em homenagem ao grande brasileiro e autor da obra “L’Oyapoc et L’Aamazone”, que foi de fundamental importância, como fonte de informação, para a elaboração da defesa apresentada pelo diplomata Barão do Rio Branco na definição de nossa fronteira com a Guiana Francesa.

A 26 de maio de 1970, o Museu Territorial foi extinto e criado na mesma data o Museu Histórico e Científico do Amapá “Joaquim Caetano da Silva”. No ano de 1974, o governador José Lisboa Freire vinculou o Museu Industrial ao Museu Histórico e Científico do Amapá Joaquim Caetano da Silva. Apesar de suas áreas de atuações serem as ciências naturais e humanas, a instituição especializou-se na primeira área mencionada. Assim, a área de Patrimônio Histórico foi relegada a segundo plano pela inexistência de técnicos para desenvolvê-la.

A 4 de maio de 1988, o governador Jorge Nova da Costa extinguiu o Museu Histórico e Científico do Amapá Joaquim Caetano da Silva e criou o Museu de Plantas Medicinais Waldemiro de Oliveira Gomes. Em decorrência dessa decisão, uma parte do acervo do antigo Museu, na nova instituição museal, ficou exposta ao público e a outra foi recolhida à reserva técnica.

O governador José Gilton Pinto Garcia, no dia 16 de novembro de 1990, reativou o Museu Histórico e Científico Joaquim Caetano da Silva com a denominação de Museu Histórico do Amapá Joaquim Caetano da Silva, destinando como sede própria e definitiva o prédio da antiga Intendência. Todavia, a instalação somente aconteceu no governo de Annibal Barcellos, a 21 de maio de 1993.

O Museu Histórico funcionou no prédio da antiga Intendência até 26 de junho de 1998, quando foi transferido para a Fortaleza de São José de Macapá, com a qual deveria compor uma única instituição, a “Fundação Museu Fortaleza de São José de Macapá”. Depois de um ano, a unificação não foi formalizada e o Museu voltou a ter autonomia, mesmo funcionando nas dependências da fortificação.

 

Gerente – ROGÉRIO DE OLIVEIRA

E-mail: 

Contato: 96 99144-1975

Endereço: Av. Mario Cruz, 2756 – Centro – Macapá-Ap

 



NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SECULT - Secretaria de Cultura do Estado do Amapá
Av Pedro Lazarino n° 22 Bairro: Santa Inês - CEP. 68900- 083 - (96) 9919-9396 - secult@secult.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá