Secretaria de Cultura do Estado do Amapá
quarta, 26 de junho de 2019 - 10:46h
Governador empossa novos conselheiros de Cultura
Na ocasião, o governador Waldez Góes também assinou o projeto de lei que aumenta o número de membros do conselho
Por: Por: Anne Santos
Foto: Márcio Pinheiro / Secom
Novos conselheiros foram empossados nesta segunda-feira, 24, no Palácio do Setentrião

Os novos membros do Conselho Estadual de Política Cultural (CEPC) foram empossados nesta segunda-feira, 24, no Palácio do Setentrião. Com um mandato de dois anos, eles têm a missão de debater e construir políticas culturais, ampliando o acesso à cultura em todo o estado. 

Para o governador Waldez Góes, o CEPC tem um papel fundamental para a construção da política pública de cultura. “Esses conselheiros, com a experiência do movimento, ajudarão a construir uma política pública cultural que chegue para todos, e fazer funcionar o Sistema Estadual de Cultura”, afirmou.

O secretário de Estado da Cultura, Evandro Milhomem, disse que a instituição está aberta para receber, dialogar e construir com o conselho. “Precisamos atravessar o rio Amazonas com a nossa arte e cultura, e mostrar que temos a capacidade de fazer muito. Para isso, contamos com esses conselheiros”, disse.

Para o conselheiro Michel Nascimento, que representa a capoeira, a nomeação traz a responsabilidade de disseminar e fortalecer o movimento, mostrando que a capoeira faz parte da cultura. “É resultado da nossa luta para fazer e mostrar a capoeira. Somos mais de quatro mil praticantes e queremos contribuir com o avanço da cultura amapaense, alcançando todos os municípios”, falou.

Na ocasião, Waldez também assinou o projeto de lei que aumenta o quantitativo de membros do conselho, criando a vaga do marabaixo e tornando titulares os assentos do movimento indígena e capoeira, atualmente suplentes. O projeto será encaminhado para aprovação da Assembleia Legislativa do Amapá. A notícia foi comemorada pelos capoeiristas de um jeito bem tradicional: com uma roda feita pelo grupo Jussara e o grito de salve.

O Conselho

O Conselho Estadual de Política Cultural é um órgão vinculado à Secretaria de Estado da Cultura (Secult), que integra o Sistema Estadual de Cultura, com a função de elaborar, acompanhar, executar, fiscalizar e avaliar as políticas públicas de cultura estabelecidas no Plano Estadual de Cultura (PEC)

A entidade é formada por 20 conselheiros, dos quais 16 são titulares e quatro suplentes, que representam os agentes da cultura amapaense.  Dos nomeados, 10 foram indicados pelo Executivo: Cleverson Costa, Maria de Fátima, José Erielson, Disney Furtado, Agesandro Rêgo, Geovan De Souza, Edenildo Gonçalves e Maria Jozineide; suplentes: Francisco de Oliveira e Paulo Rodrigues.

Os outros 10 foram eleitos no dia 26 de maio pelos fazedores de cultura de cada movimento. São eles: Money Marcos Gomes, das Artes Visuais; Darlan Pimenta, do Audiovisual; Rosivan dos Santos, da Música; Urielson Duarte, da Cultura Popular e Afrodescendente; Jucicleide Façanha, da Dança; Maria José Araújo, Literatura e o suplente Michel Nascimento, da Capoeira, os demais aguardam resultado de processo judicial.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SECULT - Secretaria de Cultura do Estado do Amapá
Av Pedro Lazarino n° 22 Bairro: Santa Inês - CEP. 68900- 083 - (96) 9919-9396 - secult@secult.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá